Google+ Followers

segunda-feira, 12 de maio de 2014

JESUS NÃO VOLTA ATRAS

Ai DAQUELE QUE EDIFICA A SUA CASA COM INJUSTIÇA Jeremias 22:13-17 A injustiça terá, a seu tempo, a condenação de Deus. Não vos enganeis, Deus já tem determinado o tempo e o juiz para julgar e condenar toda a injustiça. A denúncia de Jeremias não se esgota na história do povo de Israel. Ela torna-se mais dura e acutilante na actualidade, por causa das tremendas injustiças cometidas contra os pobres, os órfãos e os que se não podem defender. Hoje, as injustiças são cada vez mais gritantes, quer no campo da economia e finanças, quer no campo da saúde, quer ainda na área social. Há fome, há miséria, há ignorância, há doenças terríveis, porque uns quantos chamaram a si o direito de imporem a sua vontade à força das armas. Eles serão julgados e condenados. "Ai daquele que edifica a sua casa sobre a injustiça e os seus aposentos sem direito; ai daquele que se vale do serviço do seu próximo e não lhe dá o salário justo". A seu tempo pagará, pois Deus não dorme e a Sua justiça não tarda. Na plenitude dos tempos, Deus enviou o Seu Filho ao mundo para, com Seu sacrifício de plena justiça, chamar os homens a caírem em si e abandonarem seus pecados, passando a praticar as obras da justiça -- amando o próximo como a si mesmo e servindo a Deus na pessoa do próximo. Mas, que aconteceu? Os homens amaram mais as trevas que a luz e desprezaram a Obra de Cristo, apegando-se à obra de Satanás - o pai da mentira. O homem, não aceitando a Obra de Cristo, continua a navegar nas obras da injustiça; disso vai receber tremenda condenação, já que a injustiça não prevalecerá aos olhos de Deus. Ninguém tem o direito de atentar contra a justiça de Deus, espezinhando-a e aviltando-a com a sua injustiça. Deus está atento. Como salvos por Jesus, nós temos uma dupla missão : a pregação do Evangelho da justiça no qual todos têm os mesmos deveres e as mesmas oportunidades de vida feliz a denúncia da injustiça diabólica e a sua solução em Cristo Jesus Cabe-nos chamar à responsabilidade os exploradores e mostrar-lhes quanto Deus se desagrada das suas injustiças, vivendo nós, em cada dia, praticando, na luz, as obras da justiça, segundo a vontade de Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...